sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Coisas de Férias

Pois é, uma pessoa quando se apanha refugiada das suas rotinas esquece tudo, até mesmo os seus hobbies que anteriormente serviram para descanso e distração! O meu blog está a ser alvo de esquecimento físico, mas também o assunto não é muito, sempre a mesma coisa, os mesmos horários, os mesmos tipos de locais, só muda mesmo a temperatura, o dia da semana e o espaço em si. De manhã a praia os raios de sol fazem o favor de nos acordar na voz da tia Anita que nos ameaça dizendo que vamos ficar em casa, passada meia hora lá estamos nós a mesa com o biquini vestido e com os olhos cheios de sono. Não tarda muito e o organismo conforma-se e está pronto para mais um dia de praia. No caminho até lá, surgem várias etapas desde a abertura oficial do carro com direito a que o tio Ezequiel cante o pai da criança, ou qualquer música que lhe ocorra no momento, depois as paisagens linda da nossa capital, e muitas das vezes as filas de trânsito porque toda a gente se lembra das mesmas coisas á mesma hora e ainda por cima no mesmo local, porque será?
Chegadas a costa é hora de decidir para que praia ir e ai no meio de tantaa praia só temos 2 escolha, ou Barbas ou Reviera?! Normalmente é Barbas mas as coisas não têm corrido bem estes últimos tempos, ia estragando a minha carreira ainda antes desta ter começado com um cadastro de tentativa de homicidio a uma senhora da 3ªidade! Pra dizer a verdade prefiro a Riviera apesar de que tenho que redobrar os cuidados no meu salvamento porque o nadador salvador está mais interessado no bikini florescente da namorada!
Quando vimos da praia almoçar, lá pras 16h os horários estão já definidos para o banho. A tarde, a decisão advém para qual o shopping a visitar. A noite ficamo-nos pelos laços de sangue que se desenrolam até os nossos olhos cairem de cansaço na almofada no belo e confortável colchão!


No dia seguinte, o ciclo volta a repetir-se... 




1 Comments:

Joana Pereira disse...

Texto lindo, que deixa muita saudade*

Enviar um comentário