segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Vive o Dia de Hoje!

Não penses no amanhã, na urgência de seres agora!
Não lembres o de ontem, no arrependimento de o teres feito!
 Hoje é tão efémero.
Porque antes e depois tudo é morte e insensatez. Não esperes, sê agora.
Vive o instante que passa. Vive-o intensamente até à última gota de sangue.
É um instante tão banal, igual a tantos instantes vividos, mas  no entanto ele é  único por ser irrepetível e isso distingue-o de qualquer outro. Ele  nunca mais será o mesmo nem tu o voltarás a viver. Absorve-o todo em ti. Vê o sol esconder-se entre as nuvens, respira à profundidade de ti, ouve o vento. Escuta as vozes das pessoas que passam, risos estridentes de crianças, o ruído de um motor que passa na estrada, o silêncio que isso envolve e que fica.
Pensa em  ti, na pessoa que és, senta-te e ouve o teu coração!

1 Comments:

Fátimaria disse...

Quero tempo para ler o teu blogue e não o tenho! Quero tempo para tanta coisa e não há, simplesmente!

Enviar um comentário